0
escrito por Fenrir

Os glaciares do sul da Groenlândia aceleraram seu deslocamento na direção do Oceano Atlântico ao longo da última década. Pesquisadores revelaram hoje que sua contribuição com a elevação média do nível do mar no mundo é maior do que se especulava.

Esses glaciares de deslocamento veloz, junto com o aumento do derretimento, corresponderiam hoje a quase 17% da elevação global do nível do mar, calculado em 25 milímetros por ano. O número é o dobro do que se imaginava anteriormente, disse Eric Rignot, do laboratório da Nasa – a agência aeroespacial americana – em Pasadena, Califórnia.

A elevação da temperatura do ar na superfície parece ser a causa do aumento da velocidade desses glaciares. Eles percorrem de 13 a 14 quilômetros por ano e liberam cada vez mais água doce nos oceanos. Esse fluxo acelerado constituiu aproximadamente dois terços dos 225 quilômetros cúbicos de gelo groenlandês liberados no mar em 2005. Em 1996, o nível foi de 91,7 quilômetros cúbicos, disse Rignot.

De acordo com o cientista, um estudo elaborado por ele ao lado de Pannir Kanagaratnam, da Universidade de Kansas, é o primeiro a incluir medidas de mudanças recentes na velocidade dos glaciares para calcular o volume de água doce liberado pelas densas estruturas de gelo do sul da Groenlândia.

Os autores apresentaram o estudo nesta quinta-feira na reunião anual da Associação Americana para o Progresso da Ciência, realizada em Saint Louis, no Estado de Missouri. O estudo será publicado na edição de amanhã da revista especializada Science.

Fonte: IBEST

Por Fenrir

Acabou a leitura? Talvez você se interesse por isso:

Nenhum comentário ainda.

Seja o primeiro a comentar!

Deixe seu comentário

*