0
escrito por The Earth 7lk

Arqueólogos mexicanos acreditam ter encontrado parte de uma pirâmide Astecas no meio de um dos mais violentos distritos da Cidade do México. A descoberta foi feita em junho, quando trabalhadores da construção civil trabalhavam no bairro de Iztapalapa. Acredita-se que as ruínas tenham sido destruídas pelo conquistador espanhol Hernán Cortês, no século XVI.
Os pesquisadores acreditam que o bairro de Iztapalapa, conhecido por ser uma região pobre, violenta e de tráfico de drogas, acabou crescendo sem controle, escondendo as ruínas. “Nós tínhamos uma idéia geral do local do sítio, mas não podíamos explorá-lo por ser uma área urbana”, disse o arqueólogo do governo Jesus Sanchez.

Sanchez espera que ele tenha encontrado a principal pirâmide da cidade logo abaixo da praça e do jardim centrais do bairro. Ele e sua equipe passarão mais de um ano investigando antes de decidir pela escavação.

O governo asteca de Iztapalapa foi aniquilado pelas tropas de Cortês em 1520, em um evento que acabou ficando conhecido por “Noite Triste”. Depois dessa vitória, o conquistador espanhol destruiu a cidade.

A Cidade do México tem ruínas pré-hispânicas espalhadas por toda sua área. Em outubro, arqueólogos encontraram um altar Asteca do século XV no meio da praça Zocalo, localizada no centro da capital mexicana.

fonte: Maracajú News

Por The Earth

Acabou a leitura? Talvez você se interesse por isso:

Nenhum comentário ainda.

Seja o primeiro a comentar!

Deixe seu comentário

*