1
escrito por The Earth 7lk

Muitos aqui, acredito eu, já assistiram filmes como Star Wars, onde existe um tipo de ‘espada’ a laser que geralmente é usada em batalhas. Pois então. Cientistas conseguiram obter uma nova molécula a partir da junção de dois átomos, como o hidrogênio, mas de “positrônio” que podem transformar esse “sonho”, previsto em 1946, em realidade.

Esse tal “positrônio” é muito instável e é feito de elétron e sua anti-partícula. Uma anti-partícula é um tipo de anti-matéria (acho que já vimos isso em algum lugar), como se fosse uma partícula comum vista em um espelho. Cada partícula existente no Universo deveria ter sua anti-partícula correspondente. Deveria. Isso não acontece (e é um dos maiores mistérios da física! “Existe muito mais matéria do que anti-matéria” – dizem alguns cientistas).

Anakin Skywalker

A anti-matéria só aparece em meio a acontecimentos energéticos ou em meio a excitações laboratoriais, difícil não? Muito. Isso porque quando uma partícula encontra sua anti-partícula elas imediatamente se autodestroem, liberando os chamados raios Gama (lembrando que você não está em um filme de ficção!).

O cientista Cassidy e seu colega Allen Mills fizeram uma grande experiência que durou 50 bilionésimos de segundo, com 20 milhões de átomos de “pósitron” que ficaram se chocando entre uma esponja porosa feita de silício, produzindo 100 mil moléculas.

Segundo eles, os raios Gama e a aniquilação espontânea de moléculas são os responsáveis por produzir tal poderoso laser, que não será usado simplesmente como arma, mas também como estimulantes de reatores nucleares.

Anakin Skywalker que se cuide.

Por The Earth

Acabou a leitura? Talvez você se interesse por isso:

1 Comentário para 'Raios laser: Uma realidade?':
  1. disse:

    Pósitron é a anti-partícula relativa ao elétron. Simplesmente não tem como existir uma molécula feita de pósitrons.

Deixe seu comentário

*